30.4.07

estranhamento, entranhamento

Porque tem dias em que você acorda se sentindo esquisita, com aquela ressaca de um sonho qualquer que vem se repetindo todas as noites há uma semana, e não há santo que te ajude a lembrar – e você não agüenta mais imagens soltas, e a ressaca, e a ressaca.
Porque tem dias em que você foi jantar na antevéspera com os pais, e de repente eles chegam pra visitar de surpresa, e dão um monte de presentes bonitos e quentinhos, e você não está acostumada a se sentir quentinha com a sua família, muito menos bonita, e esse aconchego todo é muito estranho.
Porque tem dias em que há uma semana você está se sentindo do avesso, teu organismo está despirocado e nada mais é como era antigamente: você dorme demais, se entope de chocolate, tem uma prisão de ventre interminável (logo você, sempre tão soltinha, tão desapegada) e não consegue entender se está se sentindo como quem vai morrer ou como quem aguarda uma epifania iminente - ou como quem precisa ir ao banheiro com urgência.
Porque tem dias em que, do nada, te saltam imagens e cheiros e sons e texturas do fundo do baú da memória, e você fica o tempo todo sobressaltada, como se te observassem, como se teus sonhos e pesadelos infantis estivessem à espreita e pudessem ser despejados todos em cima de ti a qualquer momento.
Porque tem dias em que você tem a sensação urgente de quem procura; a sensação de quem corre por um parque deserto, com árvores negras desfolhadas, folhas secas pelo chão, vento soprando as folhas, e você sente os espinhos, e o frio, e o céu cinza e gelado, e procura alguém que não sabe quem é (e talvez seja uma guria de capinha vermelha, ou não), mas sabe que é importante e às vezes entrevê logo ali, ali na frente, dobrando a curva, sumindo atrás da árvore, tá quase, tá quase, mas não chega nunca.
Porque tem dias em que você fica cansada de repente.
Porque tem dias em que a temperatura cai, o outono chega, baixa uma gripe e tudo o que você quer é desligar o telefone, tomar chá, se embrulhar no edredom e que o nariz pare de escorrer.

= = =

inspirado pelo cafeína de hoje.

3 comentários:

Anônimo disse...

Desculpe, amiga......rs.....
mas você está precisando é de cápsulas......rs.......de.....kkkk........
DHEA!!!!!
bjos, RÔ
ps1: te amo, viu????mas não resisti....
ps2:O texto é lindo!!!

cris s. disse...

hihihi, sei que posso sempre contar com as amigas e seus comentarios construtivos... e ainda bem q vc ta com DHEA sobrando, quer fazer uma transfusãozinha? quem sabe nao resolve o meu problema e o seu?
:-))))

Anônimo disse...

Aí, amiga....só tenho DHEA pra uma.....foi mal......bjos,