7.12.08

ouvi falar de uma mulher

Ouvi falar de uma mulher – não lembro quem – que, após dezesseis anos de análise, teve um colapso nervoso definitivo e precisou ser recolhida a um asilo, convencida de que era uma aranha. Agora ela passa seus dias embrulhada em pilhas de cobertores, sobretudo no verão, na tentativa de excretar pelas glândulas sudoríparas fios para tecer sua teia. Até hoje só saiu suor mesmo, mas ela continua infatigável em sua determinação, em meio às cobertas empapadas.

2 comentários:

D.Ramírez disse...

seria ela a mulher aranha?

voltarei;)
besitos

cris s. disse...

rapaz, não tinha pensado nisso. uma legítima super-heroína disfarçada no meu blog, que honra. :-)

volte sim. passei por suas tiritas, trocarei visitas em breve.

bj