29.9.06

ou isto ou aquilo

(entalhe)

= = =

Quem sobe nos ares não fica no chão,
quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa
estar ao mesmo tempo nos dois lugares!


- Cecília Meireles, “Ou isto ou aquilo”

= = =

Lado a lado

Eu do lado de cá sou orifício de alta pressão
Espirrando plumas e painas em aerossol. Histriônica.
Do lado de lá sou campos de margaridas gigantes
e dentes-de-leão. Mulher-biônica.

Eu do lado de cá sou maneira; do lado de lá,
assombração.
Do lado de cá sou madeira; do de lá, algodão.
Do lado de cá sou chaleira; do lado de lá, alçapão.
Do lado de cá, sótão. Do lado de lá, porão.

Do lado de cá, sou araponga
e do lado de lá, ribeirão.
Do lado de lá, areia movediça
e do lado de cá, furacão.
Do lado de lá sou festiva.
Do lado de cá, irritação.
Do lado de cá sou maquiagem;
do lado de lá, sedução.

Do lado de cá, sou cascuda. Do lado de lá, cansada.
Do lado de lá, profundeza. Do outro, mordaça.
De um lado, ácida. Do outro, árida.

Do lado de cá sou presa; do outro, surpresa.
De um lado, peso. Do outro, tristeza.
De um lado, vacilo. Do outro, vario.
Do lado de cá sou prisão. Do outro, confusão.

Eu do lado de cá sou fachada;
do lado de lá, fechada.
Do lado de lá não tem consistência;
do lado de cá, lassidão.

Do lado de cá sou espelho. Do outro, reflexo.
De um lado, entupida. Do outro, vazia.

Cá, fora. Lá, dentro.

Eu do lado de cá sou porém.
Do lado de lá, também.
Do lado de cá não sou eu.
(E, pra dizer a verdade, do lado de lá
também não.)

No meio, sou abismo.
Quase
i n t r a n s p o n í v e l.

“Os Ministérios da Saúde e da Infra-Estrutura, em ação conjunta
e mediante publicação no Diário Oficial da União, vêm oficialmente anunciar
que as obras de construção da ponte para atravessá-lo
já começaram.”

2 comentários:

Pisciana Urbanóide disse...

Também amo Cecília e gosto muito do trecho que diz...."não sei se brinco, não sei se estudo, se saio correndo ou fico tranqüilo...."
Acho que é nessa busca do "se é isto ou aquilo" que está a mágica do viver.....
bjos,
Pisciana Urbanóide

cris s. disse...

é... viver bem & magicamente com as nossas escolhas... é uma arte, mesmo. ;-)